Fale com o Dictas

Quer saber mais sobre o Dictas? Gostaria de entrar em contato com os nossos executivos de venda?
Envie sua mensagem para a nossa equipe


Modelos de Remuneração em Saúde:10 conceitos em 2 minutos

Modelos de Remuneração em Saúde:10 conceitos em 2 minutos - versão 2

Por Gustavo Gomez Bublitz, consultor de Soluções em Saúde da Softplan; Executivo de Saúde, VP Chapter Santa Catarina do CBEXs, professor de MBAs em Gestão de Saúde, Fundador da 2GB. Da início uma série de post Modelos de Remuneração em Saúde, assina mais um artigo para o blog do dictas.

Um assunto em voga no mercado da saúde é a discussão sobre Modelos de Remuneração Baseados em Valor, como uma alternativa de mudança dos Sistemas de Saúde, com vistas a prover mais saúde, racionalizar custos e entregar valor e experiência positiva aos pacientes. Todos concordam que o modelo atual é inviável! Gostei muito da publicação da Agência Nacional de Saúde Suplementar, intitulado Guia para Implementação de Modelos de Remuneração Baseados em Valor, pois apresenta um estudo conciso e profundo sobre os modelos de remuneração.

Como primeiro passo, e com base em uma necessidade particular, procurei condensar a definição de cada modelo e socializar com você, tendo por base o referido Guia da ANS, em uma versão pocket, sem delongas:

1. Fee for Service

Também conhecido como modelo de conta aberta, é o modelo hegemônico de remuneração de prestadores de serviços, especialmente de profissionais de saúde, além de ser o modelo mais utilizado no setor privado brasileiro;

2. Pagamento por Diárias Hospitalares

Específico para remuneração de internações hospitalares e se constitui de valores estabelecidos por dia de permanência do paciente, podendo ser Global ou Semi-Global;

3. Pagamento por Performance

Caracteriza-se pela remuneração ajustada pelo desempenho dos prestadores de serviços que deve estar associado a outro modelo específico;

4. Capitation 

Modelo de remuneração de médicos ou outros prestadores de serviços de saúde, por meio do estabelecimento de um valor fixo por paciente cadastrado (per capita) para o fornecimento de serviços de saúde previamente contratados, para uma população definida e em um período especificado;

5. Orçamentação Global e Parcial

Consiste no estabelecimento de um montante de recursos estimado por meio de uma programação orçamentária com valores geralmente baseados em pagamentos anteriores, série histórica, e ajustados por um fator de inflação para um período;

6. Pacotes

Procedimentos ambulatoriais e de serviços diagnósticos e terapêuticos agrupados e remunerados por um valor único;

7. DRG ou Diagnosis Related Grouping

Constituem-se em um sistema de classificação de pacientes, construído na perspectiva de instrumentalizar a gestão hospitalar, viabilizando a mensuração e avaliação de seu desempenho;

8. Assalariamento

Consiste no pagamento clássico, pago como contraprestação dos serviços executados pelo empregado, de acordo com o número de horas trabalhadas, incluídos os benefícios sociais da relação formal de trabalho;

9. Shared Savings/Shared Risk ou Riscos e Economias Compartilhados

Modelo de pagamento no qual os prestadores de serviços recebem um bônus ou penalidade se o total de gastos da fonte pagadora forem menores, ou maiores que o gasto acordado entre as partes no programa;

10. Pagamento baseado em episódios ou Bundle Payments

Composto por vários modelos amplamente definidos de atendimento, que vinculam pagamentos para múltiplos serviços que recebem durante um único episódio de atendimento e inclui a responsabilidade financeira e de desempenho pelos episódios de atendimento.

Este é apenas o primeiro passo… Como próximos passos, vamos discutir estes modelos sobre outras perspectivas:

· Dos Prós e Contras de cada modelo, pois não há bala de prata;

· De como a transformação digital pode contribuir para a transformação do Modelo de Remuneração? Se isso é possível?

· Cases…

· De outras realidades… Sistemas de saúde

Você curtiu essa versão pocket sobre Modelos de Remuneração em Saúde? Lembrou-se de outros Assuntos? Então deixe um comentário neste texto e compartilhe, com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião sobre o assunto!

Fonte: este é um conteúdo produzido por Gustavo G. Bublitz, com base no Guia para Implementação de Modelos de Remuneração baseados em Valor.

Comentários: